Que celebremos o silêncio!

Por um momento, você desligou o rádio, a tv, o celular? Foi a algum lugar distante da rua, das conversas, do trânsito para celebrar o silêncio? Não? Quem sabe ainda possa fazê-lo hoje, um dia do silêncio. Pressionados pela vida moderna, atualmente nós dificilmente temos a possibilidade de desfrutar do silêncio.

Há quem, inclusive, não o suporte, evitando-o de qualquer forma, deixando a tv ou o rádio ligados caso não haja barulho no ambiente. Isso demonstra como o ser humano está afastado de seu ambiente natural, que era composto, principalmente, dos sons da natureza. Mas não é apenas o ruído externo que rompe nosso silêncio.

É dentro de nós que milhares de pensamentos, imagens e vozes circulam durante todo o tempo que estamos despertos. Acalmar a mente, levando à quietude interna, é o grande objetivo de várias técnicas de meditação existentes.

De acordo com Lia Diskin, coordenadora da Associação Palas Athena Centro de Estudos Filosóficos,“a meditação reduz a ansiedade, torna a respiração equilibrada e profunda e melhora a oxigenação e a freqüência cardíaca. Seu reflexo no sono é um repouso mais tranqüilo, sem interrupções. Ela atenua enxaquecas e resfriados, acelera a recuperação no pós-operatório e auxilia a digestão alimentar.

No campo psíquico, a prática mantém a pessoa num relativo estado de equilíbrio, com uma lucidez que a impede de entrar em conflitos emocionais internos, principalmente de origem afetiva. Há, por parte de quem a pratica, muito mais clareza mental, objetividade, paciência, compreensão e justiça.”

Fonte: presenteparahomem.com.br

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA