Motoristas se arriscam para fugir dos buracos na rodovia LMG que liga Nanuque ao Espirito Santo

Na rodovia LMG que liga Nanuque à divisa com o estado do Espírito Santo, numa extensão de 16 quilômetros, os buracos tomam conta da pista. E para desviar dos problemas, muitos motoristas andam pela contramão.

Outros não conseguem escapar e acabam tendo prejuízos. Ao longo da rodovia é possível ver peças pelos cantos do asfalto. Médico veterinário, Jonathan Aramuni Baía passa pela via todos os dias e conta, que já teve prejuízos por causas dos buracos.

VEJA A REPORTAGEM 

Na rodovia LMG que liga Nanuque à divisa com o estado do Espírito Santo, numa extensão de 16 quilômetros, os buracos tomam conta da pista. E para desviar dos problemas, muitos motoristas andam pela contramão.

 Outros não conseguem escapar e acabam tendo prejuízos. Ao longo da rodovia é possível ver peças pelos cantos do asfalto. Médico veterinário, Jonathan Aramuni Baía passa pela via todos os dias e conta, que já teve prejuízos por causas dos buracos.

 “Do Espirito para frente, show de bola, agora da divisa para cá, principalmente na baixada está feio. Foi feito um serviço recentemente, mas quando começou o tempo chuvoso, todos os buracos foram reabertos. Em 1992 foi feito o asfalto pelo governo do Espirito Santo até a divisa, e até hoje é o mesmo asfalto. A mesma quantidade de carro que passa aqui passa na estrada do Espirito Santo e aqui em Minas é essa bagunça que você está vendo. É carro que quebra bucha de balança, amortecedor, fura pneu. É só gasto”, desabafou o médico.

Em vários pontos, o asfalto esfarela com facilidade. ”Transitar por esta estrada é uma vergonha, porque da divisa do Espirito Santo para Minas é só buraco. Carro, tem que fazer manutenção toda semana. Haja suspensão… Muito buraco”,  disse o cobrador, Luciano Bomfim Silva.

Além dos problemas na malha asfáltica, na estrada há poucas placas, e as que ainda resistem, estão em estado precário, algumas ficam escondidas pelo matagal, além de faixas divisórias de fluxo de veículos apagadas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here