Governador de Minas visita novas instalações de escola em Teófilo Otoni

 

O governador Fernando Pimentel realizou nesta terça-feira (8/8) em Teófilo Otoni, no Território Mucuri, uma visita inaugural ao edifício novo da Escola Estadual de Liberdade, localizada no distrito de Lajinha. Durante o evento o governador também entregou kits escolares para os alunos da unidade de ensino e para estudantes da comunidade indígena da região. A escola completou 60 anos de fundação em fevereiro passado.

O governador fez questão de lembrar que a conclusão da obra foi possível não só por conta dos investimentos do Estado, mas também pela mobilização da comunidade e pela vocação dos mineiros para trabalhar e vencer obstáculos.

“Nós estamos celebrando aqui uma coisa muito importante, não só para nós, mineiros e mineiras, não só para os meninos que estudam aqui, mas para o Brasil inteiro, que é forma como Minas Gerais está conseguindo enfrentar e vencer esses dias tão difíceis, tão tempestuosos, essa crise tão avassaladora que se abateu sob o Brasil. Não é mérito só nosso não. É claro que o governo trabalha e muito, mas todos os mineiros e mineiras também. Eu brinco e digo que a vocação dos mineiros é acordar cedo, trincar os dentes e ir trabalhar, com chuva, com sol, não importa. E, quando chega a noite, agradece a Deus por ter atravessado o dia com saúde e pede mais para atravessar o dia seguinte”, afirmou.

Fernando Pimentel lembrou que, ao contrário de outros estados, em Minas Gerais os serviços em áreas essenciais para a população, como saúde, educação e segurança, continuam funcionando, mesmo diante da crise financeira nacional.

“A falta de dinheiro é impressionante. O Estado está suando dia e noite para tentar manter a folha de pagamento, ainda que parcelado, mas estamos pagando. Estamos nos esforçando e as coisas estão funcionando, os postos de saúde, as escolas, a polícia está cumprindo o seu papel. Alguém pode dizer que podia ser melhor. Claro, tudo podia ser melhor, se não fossem quatro anos de recessão econômica, com queda do crescimento e a queda brutal da arrecadação dos municípios, do governo do Estado, e mesmo do governo federal. Se não fosse essa conjuntura tão desfavorável, tudo podia estar melhor. Mas podia estar muito pior. Basta olhar para o lado, olhar para o Rio de Janeiro, para o Espirito Santo. Minas está longe disso, Minas está atravessando a mesma crise, a mesma tempestade, mas nosso barquinho está flutuando e está indo em frente”, disse o governador depois de participar do descerramento da placa inaugural da unidade de ensino.

 As obras, que tiveram investimento de R$ 4,1 milhões (dos quais R$ 3,5 milhões em recursos estaduais e o restante da União), começaram em agosto de 2014 e foram paralisadas poucos meses depois. A construção do prédio foi retomada ainda no primeiro ano da gestão de Fernando Pimentel e entregue à comunidade neste ano. O prédio era uma demanda antiga da comunidade local. Nos últimos anos, a unidade funcionou em locais improvisados.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA