Combustível mais caro, vai entender?

Esta semana o Brasil foi surpreendido mais uma vez, com o aumento nos preços dos combustíveis. O litro da gasolina, por exemplo, ficou R$ 0,41 mais caro, devido o repasse do aumento do PIS e COFINS.  Vale lembrar, que o etanol  também sofreu aumento de R$ 0,20 e o diesel  em  R$ 0,21.

 Falando sobre o assunto, o presidente Temer  disse que a  população irá compreender a tal medida. Ora, vou fazer jus às palavras do deputado goiano, Fábio Sousa, que durante uma de suas falas comentou, que: “em época de crise, você falar em aumento de impostos é insanidade econômica”.

 É verdade, porque com a falta de dinheiro por causa dessa crise terrível, a tendência e deixar ainda mais complicada a situação, principalmente para os menos favorecidos. O efeito disso, com certeza é de  pressão  nos custos de uma série de serviços, que vai desde o frete ao transporte público, e podem provocar alta nos preços de produtos, como: alimentos,  roupas, calçados e eletrônicos.

 Essa medida coloca o consumidor para pagar a conta, por meio de  aumentos em dezenas de produtos e obviamente,  dando aquele recheio nas contas do governo federal, que se tudo caminhar dentro das previsões,  deverá arrecadar algo em torno de R$ 10,4 bilhões até o fim deste ano, de acordo com o  Ministério da Fazenda.

 Agora, o que é mais triste em toda essa parafernália é saber que o montante, ou seja, esse dinheiro oriundo de impostos, poderá ser usado para o governo pagar juros da divida, que chega a quase R$ 140 bilhões e  que há três anos fecha no vermelho, ocasionando o aumento do endividamento público.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here